quando a dinamarca me salvou

Você está correndo contra o tempo, o trânsito, as tarefas, o cansaço, a dor, o sono e parece que a lista não tem fim. Cada e qualquer elemento que entra na equação se torna um inimigo por estar fora do que havia sido previsto. E aí é hora de respirar fundo, fechar os olhos e dar mais um estirão. Para dar conta de tudo, tudo o que tem de ser feito.

Apesar do corpo há muito dizer que não aguenta mais, o vício pela adrenalina, pela sensação de movimento contínuo e em alta velocidade é tão grande que sempre parece que dá para fazer mais um sacrifício. Perder mais uma hora de sono hoje. Pular mais uma refeição. Mas quando você silencia tudo, o relógio tá batendo e os 30 estão quase aí. Em menos de um segundo celebra que chegará lá ilesa. Não da vida. Porque ela acontece a todo o minuto e entre idas e vindas, os arranhões, superficiais ou não, sempre aparecem. Ilesa da própria consciência. O alívio de olhar para o lado e não sentir o peso do mundo nas costas causado por cobranças que na minha vida são fúteis.

Mas o próximo segundo chega. Um míssel atinge a boca do estômago. Aquele que o radar já vinha sinalizando há muito tempo, mas parecia que nunca chegaria ao seu destino. A explosão foi imensa. Boa parte da ferida ainda está em carne viva e com ela vou aprendendo a ficar um pouquinho mais cínica. Os 30 chegaram. Hora de dar adeus a inocência índigo.

Entre as borbulhas, um som ao fundo veio para me lembrar de quantas camadas forçadamente foram retiradas por conta da dor que deixava sem ar.  O som que veio como um choque, pra reavivar aquele grão de essência que estava abafado por tanta coisa. Sentimento. Rotina. Educação. Responsabilidade.

Acostumada a engolir o choro arrastei minha dor para sentir a frequência que meu coração precisava. VETO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s