Divulgação

perto demais

Há anos não sei o que é o IE. Sinto muito Microsoft, em 2009 descobri o Firefox e apesar de não saber lidar com grandes mudanças vi que a rapidez da raposa era muito melhor do que qualquer desconforto e “lealdade” à seu navegador.

E o canideo de fogo me acompanhou durante bons anos. A opção de abas para uma pessoa que faz tudo ao mesmo tempo  caiu como uma luva no meu dia a dia. O design mais amigável aos olhos, com bordinhas arredondadas me pareceu ótimo. Pro fim de arestas e cantos retos.

E ai a Marta Maria me apresentou o Chrome. Que eu já tinha usado na fase beta, mas pareceu tão lerdo quanto ao IE lá atrás, então mantive minha raposa na ativa. Mas há pouco mais de um ano conheci os benefícios do navegador do todo poderoso Google e apaixonei. Opção de perfil diferente, assim você consegue manter a vida pessoal e profissional separadas, sem precisar chegar em casa, abrir o computador e ver todas as abas referentes a pepinos corporativos em seu momento de descanso.

Mas nem foi pra falar sobre o meu navegador favorito que entrei aqui hoje.

Assim como a minha histórica com o IE já terminou, apesar de ter achado que a propaganda da nova versão dele bem maneira, também não dou a mínima pra busca de Liam Neeson à sua filha Shanon, que apesar de ser chatinha em Busca Implacável não supera as chatices da personagem de Lost.

E o que essas duas coisas tem em comum? Alex Clare.

Sim, o músico inglês que é só um tiquinho mais novo que eu, Alexander George “Alex” Clare, está tendo seus 15 minutos de fama e, se as coisas que eu tenho ouvido dele continuarem a ser tão boas, espero que eles perdurem.

Apesar de incomum, Alex é judeu ortodoxo e acreditem ou não namorou Amy Winehouse por cerca de um ano, antes da cantora se tornar famosa. Seguindo as tradições judaicas, Alex não agenda shows para Sabbath ou outros feriados religiosos.

Clare tem apenas um álbum de estúdio gravado, The Lateness of the Hour. Que saiu em julho do ano passado pela Island e foi produzido por Mike Spencer e Major Lazer. O disco conseguiu a 48ª posição na Billboard 200, enquanto o single “Too Close”, trilha da propaganda do IE e de Busca Implacável 2, chegou ao 1º lugar da Alternative Songs da Billboard.

Então, com vocês… Alex Clare.



letra | vídeo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s