girls night out

Já postei um texto onde falo sobre a atitude que resolvi tomar para não cair na armadilha de reveillon mais antiga do mundo, isto é, resoluções de ano novo. Elas me lembram a celebre frase que o grande mestre Yoda diz a Luke em O Império Contra Ataca, (1980) “No. Try not. Do… or do not. There is no try” . E por isso, simplesmente coloquei na cabeça que se estou na dúvida… eu faço! E claro, que pessoas sempre acabam servindo como a consiência… me lembrando disso.

E assim hoje posso dizer que “fui ao Inferno e voltei para contar a história!”

Piadinhas sem graça à parte… A contagem regressiva para o show de lançamento de Como Se Comportar, novo disco do Moptop tava rolando há algum tempo, mas precisamente cerca de um mês – quando assisti eles ao vivo pela 1ª vez e me deixei encantar pela banda – desde então viciei!!! O problema era falta de companhia, ninguém que eu conheço curte o som e nunca é muito divertido sair sozinha. 

E quem diria… a “solução” estava mais perto do que eu poderia querer. Chamei a Maria para ir comigo. Unimos a minha vontade de ir ao show com a celebração da maioridade dela e estava formada a super dupla baladeira. Mas o papel de irmã mais velha ainda cabe a mim, e por isso fiquei receosa, mas em certo momento do sábado o universo parecia estar conspirando a favor.

Com nomes na lista, partimos para o Inferno (como eu adoro esse nome…)! Chegamos meia hora antes da casa supostamente abrir e tivemos de esperar mais um tempinho do lado de fora, na noite fria de SP, mas digo que valeu a pena! O plano era entrar, ver o show e ir para casa correndo para dar tempo de pegar o último ônibus da noite, que saia à 1h da manhã do terminal. Mal sabia eu que esse meu plano só daria certo SE o show começasse às 23h, como não começou os planejamentos foram por água à baixo.

O que fazer? Já estavamos lá dentro, então era esperar, ver o show e aí esperar mais, até dar 4h e os ônibus voltarem a circular na cidade. Achamos um lugar para sentar, o que foi nossa salvação, pois sem ele não teríamos durado a noite inteira, e ai foi só aproveitar. A trilha sonora foi tão esquizofrenica quanto eu e meu gosto musical… adorei! Tocou de tudo… Garbage, Bloc Party, Kaiser Chiefs, Paramore, Iron Maiden, Metallica e muito mais. Aos poucos a casa foi enchendo e pouco depois das 2h o show começou.

Além de músicas do disco novo, eles também tocaram faixas do primeiro CD. Mais tranquilo do que foi o showcase, dessa vez todos os caras da banda pareciam estar a vontade. Foram quase duas horas de apresentação… tempo de sobra pra dançar e cantar muito – motivo pelo qual ainda estou um pouco rouca. Rolou até um cover de Ramones – “The KKK Took My Baby Away”. E me diverti, viu?!

Após o show acabar, a fila para pagar era rídicula de grande, então só tinha uma saída. Dançar mais! Agora ao som de coisas nostálgicas, como Dee Lite e seu “Groove Is In The Heart” (and I totaly agree), Spice Girls, Backstreet Boys  (paguei a lingua porque tinha apostado com a Maria que não iria tocar!), Technotronic e seu poperô com “Pump Up The Jam”, e claro, a música que não podia faltar naquela noite… Cyndi Lauper “Girls Just Wanna Have Fun”… essa premiou/resumiu a noite.

Ponto fraco da balada? Fumaça de cigarro, que é que nem praga de mãe, pega e não larga mais. Única vantagem dessa fumaceira toda que me deixou com os olhos ardendo por boa parte da noite? Ela entupiu meu nariz de tal forma que foi o suficiente para não me deixar sentir o agradável odor do jantar que uma garota tinha feito horas antes e fez o favor de deixar no chão do Inferno bem na minha frente!

Resumo da noite: Nossa GIRLS NIGHT OUT foi um SUCESSO! Seis horas de muita música e diversão com a irmã mais legal do mundo! E quem diria, ela dançou tanto que quase ficou descadeirada! E o mais legal… após o show ela também viciou em Moptop!

***

Moptop – trecho de “Sempre Igual”

letra

obs: micro-video gravado por mim em 13/09 no Inferno Club – momentos antes da bateria da câmera acabar!  Sorry pelo sacolejo, na próxima além de carregar a bateria, tento não pular com a máquina quando for gravar

Só finalizando a apresentação da banda: na guitarra, o fanfarrão… RODRIGO CURI!!! 

***

Ah, ficou com vontande de viciar também? Então entra no site do Moptop (um dos, senão, o mais completo que já vi) e escuta as músicas, acompanha com as letras, assiste os vídeos, joga um pacman básico, em suma, divirta-se!!!

2 comentários sobre “girls night out

  1. Maria disse:

    Ai que cara horrenda que eu tô!!!!Viu!!! eu disse que quando tocasse Backstreet Boys eu ia dominar!!!!!Pena que eu sou imã de loser,se não a noite teria 100 por cento perfeita,se bem que nada mais divertido de ver tais losers escorregando no vomito alheio!!!!
    Shot throught the heart and you’re to blame,you give love a bad name!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s