hoje é sexta-feira…

Ao contrário do que o título acima possa indicar, não tenho um dia favorito da semana. Apenas sei que segunda-feira não é meu preferido, mas isso é bastante subjetivo, já que minhas preferências vão de acordo com a fase da vida.

Por exemplo, quando se está de férias, não importa muito qual o dia da semana se o seu mês está livre de compromissos profissionais. Ou quando se tem pouca coisa para fazer e uma nova série – sitcom ou drama – me interesse, aquele dia da semana se transforma no meu preferido. E foi o que aconteceu há 12 anos, quando a maravilha da TV a cabo chegou em minha casa e eu conheci F.R.I.E.N.D.S., época em que ainda passava na Sony, às terças-feiras junto com outras séries divertidas e eles batizaram de Dia dos Solteiros e Desimpedidos. Ai ai, como naquela época a vida era menos complicada… Mônica e Rachel ainda tinham cabelos volumosos, as calças ainda tinham cintura alta, Chandler ainda era magrinho, Ross não havia se declarado, Joey não era o amigo mais bombado e a Phoebe, bom, ela sempre foi a Phoebe, magra ou grávida, cabelo liso ou enrolado.

Voltando ao mundo real… Atualmente as segundas são os dias menos-favoritos da minha semana, pelo fato de que é quando caio na real e vejo que a rotina está de volta e… a folga do final de semana vai demorar um pouquinho para voltar.

Já sexta, que parece ser sempre bem-vinda pela humanidade, não tem muito poder sobre mim. A não ser que ela seja 13, pois acho um dia “exótico”. Ou melhor ainda, se for 13 e meu aniversário, aí sim, porque ela se torna mais especial ainda!

Deixando o ego de lado, é bem simples o porque de eu não idolatrar a sexta como o resto do mundo. Mesmo ela significando para o planeta Terra inteiro é dia de festa, para mim é a comprovação de que passei cinco dias ralando muito, rachando a cuca, dormindo bem pouco – já que sou um ser noturno e tenho que acordar razoavelmente cedo para trabalhar – e que nesse ciclo de pessoa trabalhadora minha pilha foi para o saco. Sendo assim, em minhas noites de sextas eu me sinto um resumo de pessoa. Isto é, só o pó, como diz a Elaine!

Não sei se isso é sinal da velhice, mas tenho motivos concretos para isso.

Pensa comigo… sou um ser pedestre, que vive em São Paulo – uma cidade enorme, cao você não saiba – depende da carona alheia e ultimamente não tem podido usufruir de nosso querido transporte público. Moro bem longe das pessoas com as quais convivo. Então, quando acabo de chegar em casa – lá pelas 18h30, 19h – depois de mais de meia hora andando, esses pequenos fatos se somam ao cansaço acumulado na semana inteira de trabalho e tudo acaba parecendo mais difícil, mais longe, mais caro, menos atraente e assim por diante.

Mas hoje é hoje e quero fazer diferente… so wish me good luck!!!
Em homenagem ao dia que vai chegar…

The Boomtown Rats – “I Don’t Like Mondays” 

♪ | letra

ps: reparem na incrível atuação de Sir Bob Geldof e cia, impagável – cada dia que passa eu gosto mais desses clipes antigos

***

Sobre a entrevista de ontem, apenas um comentário… As companhias de telefonia celulares ainda têm de percorrer um caminho bem longo até conseguirem conectar todos os seres humanos da terra apropriadamente.

Meaning: não rola fazer entrevista com alguém que está com tosse, ao celular, dentro de um ônibus, em plena turnê, cansado, sem saco para mais uma entrevista e viajando em uma highway texana… #Blacktide is in the house! ou não!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s