o que te faz ganhar o dia?

O ser humano é um bicho folgado! Mas o que não são cinco minutos em nossa vida? Após ser xingada por um idiota e esperar muito, conseguir atravessar a bendita Santo Amaro e chegar intacta do outro lado. Estava crente de que minha volta para casa seria regada a muito mau humor por conta do episódio que tive com um bicicleteiro* tonto que me xingou (ele nem merece que o mencione mais nada!) e a revolta sobre o caso, mas me surpreendi.

A curiosidade tomou conta de mim. No momento que eu passava por um ponto de ônibus, o mesmo que vejo duas vezes ao dia, quando um rosto me chamou a atenção! Ao mesmo tempo chegava um ônibus que causou comoção entre as pessoas. Um mar de gente começou a se movimentar em direção a porta de entrada e em pleno lusco-fusco uma dúvida me rondava a cabeça. Será que é ela? enho uma memória fotográfica boa e como pessoas dizem visão de falcão, seja dia ou noite. Mas ao mesmo tempo sou a rainha de confundir as pessoas quando estou desatenta. Como não pretendia pagar um mico gigantesco na frente de tanta gente, pensei duas vezes.

Fazia muito tempo que não encontrava a Elaine. Mesmo essa moça toda chique, de conjuntinho preto, calça + blazer, sapatos de salto alto e cabelo preso não se parecendo em estilo com a pessoa que eu lembrava, achei que valeria a pena ver se era a tal.

A melhor parte, depois do abraço de oi, foi como consegui a atenção dela. Durante o minuto que ela olhava para o itinerário do ônibus eu ainda me perguntava se era ela. Ao mesmo que tudo parecia lento, aconteceu rapidamente. Quando dei por mim estava dizendo alto: – Não pega esse não! Como se não pudesse dizer algo que fosse mais incisivo e direto como:– Elaine?! Acho que o medo de cometer uma gafe após ser xingada por um idiota poderia acabar com o restante do meu dia. Como o esperado, ela não entendeu nada, assim como as outras pessoas que estavam lá. Então, fiz algo que deu certeza a quem assistia a cena de que eu era louca. Bati na Elaine com o meu guarda-chuva de Vovô. Mas pera aí, de todos meus defeitos Joselita eu não sou! Não usei força, foi algo parecido com uma velhinha, cutucando alguém no ombro. Ela olhou com surpresa… e eu estava certa! No total são 4 anos sem nos encontrarmos.

A Elaine que conheci há quase 10 anos, Nerd Selvagem mudou! O aparelho fixo se foi, os cabelos pareciam castanhos e não mais ruivos. Calça jeans, botinha de camurça e suéter de lã preto deram espaço a uma mulher de negócios. Estava vendo uma futura administradora de empresas e não mais uma veterinária. Realmente a vida, assim como o mundo, dá voltas. O principal exemplo disso, a garota que não queria saber de namoro ou qualquer tipo de compromisso, será a primeira de nós (Ela, Eu, Thais, Lilian, Leticia e Nath) a se casar!

Por outro lado, ela continua a mesma! Conversamos muito! Foi quase uma hora de histórias. Uma pequena tentativa de colocar as mil coisas que aconteceram durante esse tempo que não nos vimos. Que saudades de quando nos víamos todos os dias. Das brincadeiras na hora do intervalo, as festas surpresa em cada aniversário. Os micos em dupla!

Adoro reencontros inesperados.
Adoro relembrar tempos bons.
Adoro conversar com a Elaine… é sempre muito bom!
Uma besteira quase me tirou do sério, mas no fim tudo ficou bem melhor!!!

Elaine, Eu, Lilian & Leticia

* expressão muito comum em Maringá, usada para se referir a pessoas que andam de bicicleta e não possuem nenhum respeito pelos outros, sendo estes pedestres, carros, animais…

5 comentários sobre “o que te faz ganhar o dia?

  1. diogo martorelli disse:

    o q me faz ganhar o dia é rever uma pessoa querida que não vejo há anos ! Q saudade minha amiga !

    Paulinha: Ah, que lindo! Saudades de ti tambem Didi!

  2. Lilian disse:

    Ai Paula…q texto lindo!!Quem diria né? Elaine casando!!!!!rsrsrsÉ..a Nerd Selvagem mudou!…SAUDADES DESSA LOUCA GORDA que me fazia rir sempre….E DE VC PAULET´S!!!Agora vamos chorar de saudades de um tempo bom que não volta mais…mas q fica guardado em nosso corações para sempre!Obs: Roubei essa foto da gente do seu blog!BeijossssMili

    Paulinha: Genti, o tempo não volta… to me sentindo velha! Hahaha…

  3. Marco disse:

    Essa cena me lembrou outra, só que minha; estava eu andando na Paulista, de guarda-chuva também e eis que me vejo uma antiga conhecida andando na minha direção, mas totalmente distraída.
    Decidi então que iria chamar a atenção dela barrando o caminho com o guarda-chuva, mas quando eu a tinha visto pela última vez, era um moleque e agora eu era um ‘homem’ jogador de rugby, enetão imagine o susto que ela levou!

    Boa história!

    Beijos!

  4. Anonymous disse:

    Um texto muito bem feito, digno de qualquer revista. Meu palpite é que você gosta de escrever, não sei o que faz mas devia trabalhar nessa área.

    Passarei mais vezes,gostei muito de ler seus textos, tem algo natural. Prendem a atenção e.

    V.

    Lerei os comentários.

  5. Cau disse:

    Palpitando outra vez!!!
    Vocêr quer saber o que eu acho??? O que eu acho mesmo??? Tem certeza absoluta???
    Okay lá vai!!!!
    Seria muito mais divertido e engraçado se não fosse a Elaine, imagina só!!!!Ahahahahhaha não resisti

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s